Além de ser compulsiva para comprar também sou compulsiva para fazer, tenho mania de trabalhar. Agora, trabalhando em casa, comecei a ter meus piores surtos. Começo a trabalhar assim que me levanto, curtindo uma de dona-de-casa. Termino em uma ou duas horas e já começo a escrever nos blogs, responder emails, moderar os grupos. Depois do almoço preparo apostilas até meu marido chegar (lá pelas 7 da noite) e coloco-as na Loja Virtual.

Em alguns dias começo às 7 da manhã e vou até meia-noite. Meu marido vive dizendo que eu preciso trabalhar menos, mas acho que é mania. Eu começo e depois não vejo as horas passarem. Penso em parar em um determinado horário, mas quando aquela hora chega eu digo para mim mesma: “só mais uma horinha…” e fico pelo menos mais três.

Se tem uma coisa que eu não sinto é preguiça, sempre estou com coragem para encarar novos projetos, novas atividades. Quando não sei fazer eu fuço até aprender, procuro tutoriais, fóruns, saio perguntando. Não tenho vergonha de dizer que não sei, e assim acabo aprendendo. Assim que aprendo, começo a ensinar o pouco que eu sei.

Eu acho meu trabalho muito gratificante, já teve psicólogo amador de plantão em mesa de bar que me disse que “eu procuro no trabalho a satisfação que não encontro em minha vida pessoal”. Eu não tenho esse problema, minha vida pessoal é também gratificante, só que que não gosto de ficar sem fazer nada, então sempre estou arrumando alguma coisa para fazer. Aí uma coisa puxa outra, então…

Como a sua compulsão influencia em seu trabalho? Atrapalha sua vida pessoal? O que você pode nos dizer sobre isso?

Zailda Coirano – SOS Idiomas

Anúncios